MT-174: Estado retoma jurisdição sobre BR-174 e projeta pavimentação de 300 km

MT-174: Estado retoma jurisdição sobre BR-174 e projeta pavimentação de 300 km
Compartilhe

O Governo do Estado oficializou a retomada da BR-174 (foto topo) – que passará a se chamar MT-174 – e espera iniciar as obras de asfaltamento do trecho localizado a Noroeste do Estado ainda este ano, após autorização do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Desde o ano passado o Governo trabalha junto à União para conseguir a devolução da rodovia. Em julho, o governador Mauro Mendes (União Brasil) chegou a ir pessoalmente conversar com o presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre o pedido de estadualização.

“Oficialmente nós assinamos com o Governo Federal a devolução da BR-174 que agora vai se chamar MT-174. E nós já estamos tratando com o Tribunal de Contas do Estado alguns detalhes”, anunciou Mendes, durante evento realizado na sexta-feira (25), na Arena Pantanal.

O principal motivo da retomada pelo Governo do Estado é a não pavimentação do trecho da rodovia que liga os municípios de Castanheira e Colniza.

“Se Deus quiser e o Tribunal nos ajudar – e eu acredito que ele vai nos ajudar –, nós teremos ainda este ano obras de asfaltamento na BR-174 para a redenção daquela região que está há tantos e tantos anos esquecida”, completou.

O principal motivo do pedido do Governo do Estado é a não pavimentação do trecho da rodovia que liga os municípios de Castanheira e Colniza.

As obras no local estariam “travadas” após o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) – órgão responsável pela construção, manutenção e recuperação das rodovias federais – ter o orçamento reduzido em R$ 2,5 bilhões em 2021.

“Isso me deixa feliz [a estadualização da rodovia], porque eu imagino o que é você andar numa estrada de quase 300 km de estrada de chão para chegar na Capital. Só quem já passou por isso sabe como é”, disse o governador.

(Fonte: Secom-MT e Mídia News)

DN Notícias

DN Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *