Defensoria de MT entra com 72 ações para conseguir internações ou medicamentos para Covid-19 em março | Mato Grosso

Defensoria de MT entra com 72 ações para conseguir internações ou medicamentos para Covid-19 em março | Mato Grosso
Compartilhe

A Defensoria Pública de Mato Grosso já entrou com 80 ações referentes à Covids-19 em 2021, sendo 75 pedidos de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e cinco ações diversas, como medicamentos, testes, entre outros. Destes, 72 casos ocorreram apenas de 12 a 31 de março, ou seja, em 19 dias.

O mês de março deste ano foi o mais letal em Mato Grosso em um ano de pandemia, registrando 1.843 mortes.

O primeiro pico da pandemia de coronavírus foi registrado em julho do ano passado, quando 1.213 pessoas morreram em decorrência da doença.

No dia 2 de março, Defensoria Pública de Mato Grosso e a Defensoria Pública da União solicitaram ao Ministério da Saúde a reabilitação de leitos de UTI, que haviam sido desabilitados de setembro a dezembro de 2020, para pacientes com Covid-19.

Logo em seguida, de 2 a 11 de março, 120 leitos de UTI Covid adulto custeados pelo governo federal foram reabilitados em Mato Grosso, de acordo com o Ministério da Saúde.

No dia 22, as defensorias públicas Estadual e da União ingressaram com um pedido na Justiça para que a União fornecesse oxigênio a 28 municípios na região Norte com risco de falta de oxigênio medicinal.

O pedido foi acatado no dia seguinte (23) pela Justiça Federal, que determinou que a União providenciasse imediatamente a logística necessária para o envio do oxigênio a Mato Grosso.

No último domingo (28), aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) levaram 340 cilindros de oxigênio a Sinop, onde seriam armazenados e depois distribuídos aos municípios da região Norte.

Em seguida, no dia 30, a defensoria solicitou informações sobre leitos de UTI Covid reabilitados, doses da vacina recebidas e aplicadas, entre outros dados, aos 141 municípios de Mato Grosso.

Em Mato Grosso, 4,5% da população foi vacinada, o que corresponde a 160.720 pessoas. Desse total, 62.252 pessoas receberam a segunda dose. Esse número é considerado baixo em comparação ao montante de 1 milhão e 120 mil pessoas que fazem parte dos grupos prioritários, conforme estimativa do Ministério da Saúde.

Nesta quarta-feira (31), o Governo do Estado anunciou a compra de 1,2 milhão de doses da vacina da Rússia Sputinik V. A compra acontece após negociação conjunta entre os estados do Consórcio Amazonas, do qual Mato Grosso faz parte, o Consórcio do Nordeste e o Fundo Soberano da Rússia.

O Noroeste
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *