Volkswagen diz que atingiu seu objetivo ao mentir sobre troca de nome nos EUA – Máquinas do Tempo

Volkswagen diz que atingiu seu objetivo ao mentir sobre troca de nome nos EUA – Máquinas do Tempo
Compartilhe

Não foi verdade nem brincadeira, foi mentira mesmo. Para não ser mais uma entre tantas montadoras que divulgam notícias falsas no dia 1º de abril,  a Volkswagen se antecipou e afirmou nesta terça (30), em comunicado oficial, que mudaria seu nome para Voltswagen nos Estados Unidos.

O objetivo seria destacar a campanha de eletrificação da montadora no mercado americano.

“Desde o início, a intenção era gerar a consciência sobre um importante tema empresarial e setorial do país. As muitas respostas positivas nas redes sociais mostram que atingimos este objetivo”, diz a montadora em uma nota divulgada nesta quarta (31).

O problema é que a ação não se limitou às redes sociais da marca, que passaram o dia ostentando o nome falso.

Diferentemente de outras tantas iniciativas do tipo nessa época do ano, a montadora alemã, além de usar seus canais oficiais de notícias, optou por confirmar a informação a quem procurasse sua equipe americana de comunicação. Incluiu até um discurso do presidente da marca nos EUA no material que detalha a falsa troca de nome.

Volkswagen disse que passaria a se chamar Voltswagen nos Estados Unidos. Era mentira (Divulgação)

Ao longo do dia, o tema ocupou os sites de veículos de comunicação mundo afora e foi replicado por agências de notícias, sempre com a confirmação de representantes da Volkswagen.

Com a chancela da marca, o tom das notícias foi mudando. O que aparentava ser uma brincadeira pela manhã se tornou uma verdade surpreendente à tarde e virou uma grande mentira à noite, quando o jornal The Wall Street Journal, que também havia noticiado a mudança como real, ouviu de um representante da marca na Alemanha que se tratava de fake news.

A essa altura, a Volks registrava alta em suas ações nos EUA e o alvo da campanha de marketing, o utilitário elétrico ID.4, ganhava destaque.

A filial brasileira da marca não foi avisada da brincadeira e se assustou ao ver o comunicado oficial.

O ponto crucial para que jornalistas e influenciadores do mundo inteiro acreditassem no comunicado foi o dieselgate. A mudança de nome para Voltswagen, mesmo que temporária, seria uma tentativa coerente de apagar de vez o maior escândalo de emissões já registrado.

Em 2015, a VW admitiu ter manipulado os resultados de testes com veículos à diesel nos EUA, fingindo que estes respeitavam os padrões americanos para a emissão de poluentes. A fraude envolveu 11 milhões de veículos e gerou punições bilionárias à fabricante.

Como a notícia falsa de agora movimentou o mercado de ações, a montadora pode ter problemas legais. Além disso, a mentira confirmada por meios oficiais trouxe o dieselgate de volta ao noticiário justamente quando a empresa inicia sua virada elétrica nos EUA.

“O que começou como um esforço de 1º de abril deixou o mundo inteiro agitado. Acontece que as pessoas são tão apaixonadas por nossa herança quanto por nosso futuro elétrico. Então, seja Voltswagen ou Volkswagen, ter as pessoas falando sobre direção elétrica e nosso ID.4 só pode ser uma coisa boa”, diz uma mensagem publicada nesta quarta (31) pelo Twitter oficial da montadora.

Source link

O Noroeste
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *