S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes

S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
Compartilhe

S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes

A S10 2013 curtia o primeiro ano completo com sua nova geração, que havia chegado ao mercado brasileiro em fevereiro de 2012. Totalmente reformulada e com novas tecnologias, a picape da Chevrolet estava mais equipada para enfrentar Toyota Hilux, Mitsubishi L200 e outras no segmento.

O resultado nas vendas foi imediato, com a picape se firmando de vez nas primeiras posições e aumentando sua produção para atender à demanda.

Além disso, ela alcançou a importante marca de 100 mil unidades produzidas desde o lançamento do novo modelo.

Confira todos os detalhes da S10 2013:

S10 2013 – detalhes

S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes

A expectativa pela chegada da S10 2013 foi um pouco menor que o modelo 2012, ano em que a Chevrolet promoveu a maior mudança em sua picape desde 1995. Durante esses mais de 16 anos, a S10 não havia sido renovada em nenhum aspecto mais profundo, mas apenas “remendada” com algumas novidades para se manter atualizada.

Tudo isso, porém, ficou para trás, e os fãs da picape da Chevrolet finalmente poderiam ter uma nova S10. Em quase todos os ângulos, por dentro ou por fora, a S10 2013 ostentava as boas mudanças que havia recebido no ano anterior.

Visualmente, a S10 2013 melhorou tanto que fez algumas picapes concorrentes começarem a pensar em uma renovação.

Isso ocorria não só pelo design, mas também pelo lado prático, pois a S10 tinham o melhor coeficiente aerodinâmico de sua categoria (0,48 contra 0,50 ou 0,60 da concorrência). A capacidade de carga também merecia destaque, com caçamba de 1.570 litros para o modelo com cabine simples e capacidade de carga de 1.208 kg para a versão de cabine dupla.

Sua renovação começava na dianteira, onde a grade ficou maior e passou a apresentar um estilo bipartido que combinou com o modelo. O tamanho do para-choque e os vincos no capô transmitiam mais força e imponência, adjetivos que qualquer picape deseja ter para agradar seus clientes.

Se você colocar lado a lado a antiga S10 e o modelo de 2013, verá que o desenho dos faróis também trouxe mais modernidade, o que veio bem acompanhado pelos detalhes cromados na grade e no contorno dos faróis de neblina.

E por falar nos faróis, vale ressaltar que eles eram de dupla parábola nos modelos mais baratos ou intermediários e tinham projetor nas versões mais caras.

S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes

Na lateral, mais mudanças importantes para a S10 2013. Algo que chamou a atenção na época foram os vincos na parte inferior, que começavam na porta dianteira e se estendiam até o final da caçamba.

Abaixo deles, nas portas, havia uma proteção e o estribo, ambos de plástico. As caixas de rodas altas reforçavam a impressão de robustez. Belas rodas, que poderiam ser de 16 ou 17 polegadas, e espelhos cromados completavam o pacote.

Diferente dos faróis, que invadiam um pouco a lateral, as lanternas se mantinham apenas na tampa traseira. Mas o desenho delas era muito diferente do modelo antigo, sendo bem mais chamativa.

A inspiração do desenho veio do Camaro, com elementos quadrados, e a Chevrolet acertou ao colocar LEDs, item presente apenas na versão LTZ e inédito no segmento até então.

Fora isso, o restante do visual na traseira da S10 2013 era mais sóbrio, sem qualquer vinco ou outro elemento mais chamativo. O logotipo da marca ficava ao centro, logo abaixo da maçaneta cromada, enquanto o para-choque tinha a parte central em plástico e as laterais cromadas.

Força de picape com conforto de veículo de passeio

S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes

Parte da profunda mudança recebida pela nova S10 era a mudança em seu interior.

O modelo da Chevrolet, assim como a maioria das suas concorrentes, apostava em um ambiente mais próximo dos carros de passeio, já que o mundo das picapes estava sendo invadido por compradores que não pensavam apenas em trabalho ou estradas de terra.

O conforto era bem superior ao modelo anterior, com nova composição na espuma dos bancos, acabamento em couro nas versões mais caras e um bom espaço para as pernas de quem viajava no banco de trás.

Por outro lado, o encosto do banco traseiro continuava muito vertical e o assento era curto, o que a marca poderia ter mudado se quisesse realmente apresentar a picape como um veículo de passeio.

Com a proposta de atingir mais pessoas em mente, a S10 2013 apresentava muitos pontos positivos. A começar pelo seu acabamento, muito superior em qualidade dos materiais e nas cores escolhidas quando a comparamos com a geração anterior.

A iluminação feita por LEDs na cor Ice Blue conferia um ambiente bem agradável.

S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes

Talvez hoje, pensando na nova S10 2021, alguns detalhes já pareçam ultrapassados, mas na época foram um enorme salto de qualidade e ergonomia. Todos os comandos pareciam mais próximos e fáceis de manusear, como o ar-condicionado parcialmente digital e com comandos dentro de um único painel redondo.

Acima desses controles estava a central multimídia, presente na versão mais cara.

Bem funcional, a S10 2013 ainda contava com nada menos que 26 porta-objetos na versão com cabine dupla e 16 na cabine simples.

O motorista também veria muitos outros detalhes que o fariam esquecer que estava dirigindo uma picape, se não fosse a altura superior. Dentro da S10 2013 estavam comandos emprestados de outros modelos de passeio da marca, como o Cruze, mas sem dar aquele ar de algo remendado.

Tudo funcionava bem, tinha gosto e um ótimo encaixe. O volante era multifuncional e tinha uma boa empunhadura.

O painel de instrumentos tinha a particularidade do velocímetro posicionado à esquerda, junto com um pequeno marcador da temperatura, enquanto que do lado direito ficava o conta-giros. Ao centro, a picape ainda tinha uma pequena tela onde informações do computador de bordo e de velocidade poderiam ser exibidas.

Do seu lado esquerdo, o motorista da S10 2013 ainda tinha acesso à regulagem dos faróis, ao lado da coluna de direção. Na coluna estavam os ajustes dos espelhos elétricos, esses um pouco mal posicionados, e na porta os comandos dos vidros, numa posição melhor.

Mais líder do que nunca

S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes

A S10 2013 conseguiu manter o que a geração antiga já havia conseguido, que era uma liderança folgada em seu segmento. Mesmo com o lançamento de mais modelos, como a VW Amarok, a picape da Chevrolet não tinha dificuldade alguma em ser a mais vendida.

Com a chegada da nova geração e seu primeiro ano completo de vendas, isso ficou ainda mais claro. Ao final do ano, a S10 ficou na terceira posição entre todos os comerciais leves, emplacando 54.250 unidades.

Ela perdeu apenas para as menores Strada e Saveiro, que venderam 122.899 e 72.368 unidades, respectivamente.

Falando apenas sobre o seu próprio segmento, a S10 2013 fechou o ano com uma boa folga na liderança, já que a segunda colocada Toyota Hilux emplacou 42.625 unidades. Em termos de participação, o modelo da Chevrolet também teve uma boa vantagem: 29,64% contra 23,29%.

Tudo isso fez a marca ampliar a capacidade produtiva de sua planta em São José dos Campos (SP), iniciando um terceiro turno na linha de montagem da picape em junho de 2012.

S10 2013 – versões

S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes

Ao todo, a Chevrolet S10 2013 contava com 12 versões, espalhadas entre os modelos S10 cabine simples ou dupla e com os motores flex ou diesel (leia mais sobre eles abaixo). Em relação ao acabamento e lista de equipamentos, a picape tinha as versões LS, LT e LTZ.

Essa oferta ficou ainda maior nos meses seguintes, quando a marca adicionou mais 3 versões, totalizando 15 configurações.

Tudo isso dava aos clientes muitas opções, dependendo do uso pretendido. Para quem procurava a S10 2013 para o trabalho, ela contava com 2 opções de cabine simples com motor 2.4 Flexpower e uma com o propulsor 2.8 Turbodiesel.

Além disso, ainda existiam 3 versões flex com cabine dupla, sendo as mais baratas para quem procurava uma picape para momentos de lazer, e 6 configurações com motor diesel e espaço para cinco ocupantes.

Confira a linha completa da S10 2013, entre modelos flex e diesel:

  • S10 LS CS 2.4 MT 4×2 2013
  • S10 LT CS 2.4 MT 4×2 2013
  • S10 LS CD 2.4 MT 4×2 2013
  • S10 LT CD 2.4 MT 4×2 2013
  • S10 LTZ CD 2.4 MT 4×2 2013
  • S10 LS CS 2.8 MT 4×2 2013
  • S10 LS CS 2.8 MT 4×4 2013
  • S10 LS CD 2.8 MT 4×2 2013
  • S10 LS CD 2.8 MT 4×4 2013
  • S10 LT CD 2.8 MT 4×2 2013
  • S10 LT CD 2.8 AT 4×2 2013
  • S10 LT CD 2.8 MT 4×4 2013
  • S10 LT CD 2.8 AT 4×4 2013
  • S10 LTZ CD 2.8 AT 4×2 2013
  • S10 LTZ CD 2.8 AT 4×4 2013

Cores disponíveis: Prata Polaris, Artemis Grey, Cinza Asteca, Bege Desert, Carbon Flash e Branco Mahler.

S10 2013 – equipamentos

S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes

S10 LS CS 2.4 MT 4×2 2013 – motor 2.4 flex de 141/147 cv e 22,3/24,1 kgfm de torque, com câmbio manual de 5 marchas.

ITENS DE SÉRIE: freios ABS, faróis com refletores duplos, ar-condicionado, direção hidráulica, luz de cortesia, alça de apoio no teto, computador de bordo, indicador de temperatura externa, grade de proteção no vidro traseiro, ganchos externos na caçamba, protetor de cárter, entre outros.

S10 LT CS 2.4 MT 4×2 2013 – motor 2.4 flex de 141/147 cv e 22,3/24,1 kgfm de torque, com câmbio manual de 5 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens da LS + alarme antifurto, alça de apoio dos dois lados, cobertura do piso em carpete, chave canivete, coluna de direção regulável, desembaçador do vidro traseiro, farol de neblina, gancho de reboque dianteiro, retrovisores com luzes indicadoras de direção, travas elétricas, rodas de liga leve aro 16, pneus 245/70R16, sistema de deslizamento limitado de diferencial, CD player/MP3 com Bluetooth , entrada mini-usb e entrada auxiliar, piloto automático com controles no volante e vidros elétricos nas quatro portas.

S10 LS CD 2.4 MT 4×2 2013 – motor 2.4 flex de 141/147 cv e 22,3/24,1 kgfm de torque, com câmbio manual de 5 marchas.

ITENS DE SÉRIE: mesmos itens da versão LS CS + cabine dupla.

S10 LT CD 2.4 MT 4×2 2013 – motor 2.4 flex de 141/147 cv e 22,3/24,1 kgfm de torque, com câmbio manual de 5 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens da LT CS + airbag duplo e tampa traseira com chave.

S10 LTZ CD 2.4 MT 4×2 2013 – motor 2.4 flex de 141/147 cv e 22,3/24,1 kgfm de torque, com câmbio manual de 5 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens da LT + ar-condicionado digital, com acabamento cromado, bancos do motorista com ajustes elétricos, controles do sistema de som, áudio e piloto automático no volante, luz de neblina traseira, lanternas traseiras em LED, regulagem elétrica dos faróis, bancos revestidos em couro, alavanca de câmbio, maçanetas externas com acabamento cromado, rodas de liga leve aro 17, pneus 255/65R17, e para-choque traseiro com molduras cromadas, estribos laterais e rack de teto.

S10 LS CS 2.8 MT 4×2 2013 – motor 2.8 turbodiesel de 180 cv e 44,9 kgfm de torque, com câmbio manual de 5 marchas.

ITENS DE SÉRIE: mesmos itens da versão LS CS 2.4 flex.

S10 LS CS 2.8 MT 4×4 2013 – motor 2.8 turbodiesel de 180 cv e 44,9 kgfm de torque, com câmbio manual de 5 marchas.

ITENS DE SÉRIE: mesmos itens da versão LS CS + seletor de tração.

S10 LS CD 2.8 MT 4×2 2013 – motor 2.8 turbodiesel de 180 cv e 44,9 kgfm de torque, com câmbio manual de 5 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + cabine dupla.

S10 LS CD 2.8 MT 4×4 2013 – motor 2.8 turbodiesel de 180 cv e 44,9 kgfm de torque, com câmbio manual de 5 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + seletor de tração.

S10 LT CD 2.8 MT 4×2 2013 – motor 2.8 turbodiesel de 180 cv e 44,9 kgfm de torque, com câmbio manual de 5 marchas.

ITENS DE SÉRIE: mesmos itens da versão LT CD 2.4 flex.

S10 LT CD 2.8 AT 4×2 2013 – motor 2.8 turbodiesel de 180 cv e 44,9 kgfm de torque, com câmbio automático de 6 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + câmbio automático.

S10 LT CD 2.8 MT 4×4 2013 – motor 2.8 turbodiesel de 180 cv e 44,9 kgfm de torque, com câmbio manual de 5 marchas.

ITENS DE SÉRIE: mesmos itens da versão LT CD 2.4 flex.

S10 LT CD 2.8 AT 4×4 2013 – motor 2.8 turbodiesel de 180 cv e 44,9 kgfm de torque, com câmbio automático de 6 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + câmbio automático.

S10 LTZ CD 2.8 AT 4×2 2013 – motor 2.8 turbodiesel de 180 cv e 44,9 kgfm de torque, com câmbio automático de 6 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens da LTZ 2.4 flex + controles de tração e de estabilidade.

S10 LTZ CD 2.8 AT 4×4 2013 – motor 2.8 turbodiesel de 180 cv e 44,9 kgfm de torque, com câmbio automático de 6 marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + seletor de tração.

S10 2013 – preços

  • S10 LS CS 2.4 MT 4×2 2013 – R$ 58.868
  • S10 LT CS 2.4 MT 4×2 2013 – R$ 61.890
  • S10 LS CD 2.4 MT 4×2 2013  – R$ 66.350
  • S10 LT CD 2.4 MT 4×2 2013 – R$ 72.490
  • S10 LTZ CD 2.4 MT 4×2 2013 – R$ 84.400
  • S10 LS CS 2.8 MT 4×2 2013 – R$ 78.746
  • S10 LS CS 2.8 MT 4×4 2013 – R$ 85.400
  • S10 LS CD 2.8 MT 4×2 2013 – R$ 89.823
  • S10 LS CD 2.8 MT 4×4 2013 – R$ 93.177
  • S10 LT CD 2.8 MT 4×2 2013 – R$ 98.900
  • S10 LT CD 2.8 AT 4×2 2013 – R$ 103.900
  • S10 LT CD 2.8 MT 4×4 2013 – R$ 109.500
  • S10 LT CD 2.8 AT 4×4 2013 – R$ 113.400
  • S10 LTZ CD 2.8 AT 4×2 2013 – R$ 117.400
  • S10 LTZ CD 2.8 AT 4×4 2013 – R$ 135.250

S10 2013 – motor

S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes

A S10 2013 seguia com os mesmos motores de quando a picape ganhou sua nova geração. O primeiro deles, equipando as versões mais baratas, era o 2.4 FlexPower, que recebeu alterações para diminuir seu peso.

Além disso, ele ganhou modificações na admissão e gerenciamento do motor com novos sensores instalados. Eles permitiam mais suavidade na aceleração e mais torque, que subiu de 21,9 kgfm para 24,1 kgfm, com 90% disponível a 2.800 rpm.

Isso era possível com etanol, enquanto que com gasolina o torque era de 22,3 kgfm. A potência ficava em 141 cv com gasolina ou 147 cv com etanol, sempre a 5.200 rpm.

Com esse motor, o câmbio era sempre manual e tinha cinco marchas.

Mas o propulsor mais interessante debaixo do capô da S10 2013 certamente era o 2.8 Turbodiesel CTDI, que entregava 180 cv a 3.800 rpm e 44,9 kgfm de torque a 2.000 rpm. Nesse caso, o câmbio poderia ser manual de cinco marchas ou automático de seis velocidades.

A Chevrolet destacava que o motor turbodiesel a bordo da sua picape tinha novas tecnologias, como o turbo de geometria continuamente variável, que praticamente eliminava o turbo lag e permitia mais torque em todas as rotações.

S10 2013 – desempenho

Confira os números da Chevrolet S10 2013, em termos de aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade final:

  • S10 2.4 Flex MT – 11,9 segundos e 167 km/h
  • S10 2.8 Diesel MT – 11,4 segundos e 180 km/h
  • S10 2.8 Diesel AT – 10,3 segundos e 180 km/h

S10 2013 – consumo

S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes

Veja os números de consumo de todas as configurações da S10 2013, entre motorização flex ou diesel, câmbio manual ou automático e cabine simples ou S10 cabine dupla:

CONSUMO URBANO:

  • S10 2.4 Flex MT CS – 5,5 km/l com etanol e 7,2 km/l com gasolina
  • S10 2.4 Flex MT CD – 5,1 km/l com etanol e 6,6 km/l com gasolina
  • S10 2.8 Diesel MT CS – 9 km/l
  • S10 2.8 Diesel MT CD – 8,8 km/l
  • S10 2.8 Diesel AT CD – 8,6 km/l

CONSUMO RODOVIÁRIO:

  • S10 2.4 Flex MT CS – 7,5 km/l com etanol e 9,8 km/l com gasolina
  • S10 2.4 Flex MT CD – 7,3 km/l com etanol e 9,5 km/l com gasolina
  • S10 2.8 Diesel MT CS – 12 km/l
  • S10 2.8 Diesel MT CD – 11,8 km/l
  • S10 2.8 Diesel AT CD – 11,2 km/l

S10 2013 – manutenção e revisão

A S10 2013 oferecia 3 anos de garantia sem limite de quilometragem, com revisões sendo feitas a cada 10.000 km ou 12 meses, o que ocorresse primeiro. Confira os valores:

Revisão

Custo

Custo

Custo

Quilometragem

Preços 2.4 4×2

Preços 2.8 4×2

Preços 2.8 4×4

10.000 km

R$ 384

R$ 432

R$ 432

20.000 km

R$ 1.148

R$ 1.660

R$ 1.660

30.000 km

R$ 924

R$ 912

R$ 912

40.000 km

R$ 1.112

R$ 1.644

R$ 1.848

50.000 km

R$ 1.168

R$ 804

R$ 804

60.000 km

R$ 1.148

R$ 1.560

R$ 1.560

Total

R$ 5.884

R$ 7.012

R$ 7.216

S10 2013 – ficha técnica

Motor

2.4 Flex

2.8 Diesel

Tipo

Dianteiro longitudinal, Etanol e Gasolina

Dianteiro longitudinal, Turbo e Diesel

Número de cilindros

4 em linha

4 em linha

Cilindrada em cm3

2405

2776

Válvulas

8

16

Taxa de compressão

11,5:1

16:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Direta

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 141 cv @ 5200 rpm / Etanol: 147 cv @ 5200 rpm

Diesel: 180 cv @ 3800 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 22,3 kgfm @ 2800 rpm /Etanol: 24,1 kgfm @ 2800 rpm

Diesel: 44,9 kgfm @ 2000 rpm

Transmissão

Tipo

Manual de 5 marchas

Manual 5 marchas / Automática 6 marchas

Tração

Tipo

4×2

4×2 ou 4×4 com reduzida

Freios

Tipo

Disco ventilado / Tambor

Disco ventilado / Tambor

Direção

Tipo

Hidráulica

Hidráulica

Suspensão

Dianteira

Braços sobrepostos, barra estabilizadora

Braços sobrepostos, barra estabilizadora

Traseira

Eixo rígido

Eixo rígido

Rodas e Pneus

Rodas

Liga Leve aro 16 ou 17 polegadas

Liga Leve aro 16 ou 17 polegadas

Pneus

245/70 R16 ou 255/65 R17

245/70 R16 ou 255/65 R17

Dimensões

Comprimento total (mm)

5367 (CS) 5347 (CD)

5367 (CS) 5347 (CD)

Largura sem retrovisores (mm)

1882

1882

Altura (mm)

1785 (CS) 1788 (CD)

1785 (CS) 1788 (CD)

Distância entre os eixos (mm)

3096

3096

Capacidades

Porta-malas (litros)

1570 (CS) 1061 (CD)

1570 (CS) 1061 (CD)

Tanque (litros)

80

76

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

1078 (CS) 982 (CD)

1201 (CS) 1208 (CD)

Peso em ordem de marcha (kg)

1672 (CS) 1768 (CD)

1899 (CS) 1892 (CD)

Ângulo de entrada/saída

30,7/16,1 graus (16 graus na CD)

30,7/16,1 graus (16 graus na CD)

S10 2013 – fotos

S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes
S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes

© Noticias Automotivas. A notícia S10 2013: versões, motores, consumo, equipamentos e detalhes é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.

Notícias Automotivas
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *