Novo lote de vacinas chega a MT e idosos acima de 80 anos e profissionais da saúde são priorizados | Mato Grosso

Novo lote de vacinas chega a MT e idosos acima de 80 anos e profissionais da saúde são priorizados | Mato Grosso
Compartilhe

Uma nova remessa com 21 mil doses da vacina AstraZeneca chegou em Mato Grosso nesta quarta-feira (24) no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, por um voo da Azul.

Conforme a Secretaria Estadual de Saúde (SES), começam a ser vacinados idosos acima de 80 anos e profissionais de saúde de outras áreas, que não atuam na linha de frente contra a Covid-19.

O estado também deve receber 11,8 mil doses da vacina Coronavac que serão utilizadas como primeira e segunda doses. A secretaria afirma que ainda não tem previsão da data da chegada dessas doses da Coronavac.

Será a quinta remessa que o estado receberá. No entanto, conforme o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, os novos lotes não serão suficientes para vacinar todos os idosos acima de 80 anos e nem atingirá todos os trabalhadores da saúde.

“O empenho do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) é convencer o Ministério da Saúde a ampliar esse leque de fornecedores de vacinas. A principal ação pra conter o vírus é a vacina. Então precisamos ampliar essa velocidade da imunização, ter mais vacinas a disposição. Esses lotes são ‘pinga fogo’, partículas muito pequenas de dose para atender a uma campanha de vacinação. O que o Conass está fazendo junto ao MS é convencê-lo a estreitar relação comercial com outros fornecedores. Queremos toda e qualquer vacina que esteja aprovada com segurança para aplicar na população”, disse o secretário.

Ele criticou a quantidade de vacinas recebidas no estado.

“Esse ritmo de vacinação está de certa forma relacionada com a quantidade de vacinas que se recebe. Se o MS conseguir fazer o fornecimento do número suficiente pra imunizar a metade da população posso garantir que MT vai fazer todo o esforço necessário para que isso seja possível”, afirmou.

Assim que as remessas chegarem, serão encaminhadas e distribuídas aos municípios.

Com a vacinação restrita desde a semana passada por causa da falta de vacinas, a Secretaria de Saúde de Cuiabá disse que vai retomar a vacinação dos grupos prioritários que estava comprometida. No entanto, vai depender da quantidade recebida, já que são pouco mais de 32 mil doses que vão ser distribuídas entre os 141 municípios.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou 1.764 novas confirmações de Covid-19 e 43 mortes nas últimas 24 horas. O número de mortes em decorrência da doença é o maior desde agosto do ano passado.

Até a tarde desta terça-feira (23), foram 244.610 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.694 mortes em decorrência do coronavírus.

Dos 244.610 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 7.689 estão em isolamento domiciliar e 230.064 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 322 internações em UTIs públicas e 328 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 72,85% para UTIs adulto e em 37% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (52.362), Rondonópolis (18.531), Várzea Grande (15.491), Sinop (12.615), Sorriso (10.155), Tangará da Serra (9.854), Lucas do Rio Verde (9.207), Primavera do Leste (7.250), Cáceres (5.433) e Nova Mutum (5.013).

O Noroeste
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *