Morre Laurindo Miura, responsável por descobrir e treinar Oscar Schmidt

Morre Laurindo Miura, responsável por descobrir e treinar Oscar Schmidt
Compartilhe

O basquete está de luto. Responsável por descobrir e treinar Oscar Schmidt, um dos maiores atletas da história do esporte brasileiro, o lendário técnico Laurindo Miura morreu nesta quinta-feira, aos 68 anos, após complicações durante uma cirurgia no rim.

Os dois se conheceram no Clube Unidade Vizinhança, em Brasília, quando o Mão Santa deu os primeiros passos na modalidade aos 13 anos. Miura fez o jogador ganhar coordenação motora com seus treinos diferentes. “Ele só tinha altura”, dizia o treinador sempre que era questionado sobre Oscar.

Além do Mão Santa, Miura revelou outros jogadores para o basquete, como José Vidal, Ronaldo Pacheco, Arthur Belchor e Frederico Rossi.

Desde 1981, o treinador era dependente de uma cadeira de rodas para se locomover após sofrer um acidente de carro. A morte de Miura foi confirmada em nota pela Liga Nacional de Basquete.

Diretor Técnico da LNB, Paulo Bassul também foi discípulo de Laurindo. “Ele tinha uma nobreza de espírito e de caráter cada vez mais rara. Quando eu tive minha primeira grande oportunidade para atuar como técnico em Piracicaba, ele regularmente me enviava envelopes repletos de exercícios que ele criava com uma competência ímpar”, afirmou Bassul.

“Esse era o Miura, sempre espalhando amor ao próximo e dedicação por onde passou. Vai deixar saudades eternas para muita gente que teve a vida impactada positivamente pela presença dele. Brasília e o basquete estão mais tristes e o céu mais feliz hoje”, completou.

Laurindo vinha sofrendo com diversos problemas de saúde. Em 2016, inclusive, ele ficou internado por 15 dias por causa de infecção urinária, o que fez com que a conta do hospital superasse os R$ 50 mil. Para ajudar no pagamento, os jogadores do Brasília na época chegaram a organizar uma vaquinha para ajudar o técnico.O basquete está de luto. Responsável por descobrir e treinar Oscar Schmidt, um dos maiores atletas da história do esporte brasileiro, o lendário técnico Laurindo Miura morreu nesta quinta-feira, aos 68 anos, após complicações durante uma cirurgia no rim.

Os dois se conheceram no Clube Unidade Vizinhança, em Brasília, quando o Mão Santa deu os primeiros passos na modalidade aos 13 anos. Miura fez o jogador ganhar coordenação motora com seus treinos diferentes. “Ele só tinha altura”, dizia o treinador sempre que era questionado sobre Oscar.

Além do Mão Santa, Miura revelou outros jogadores para o basquete, como José Vidal, Ronaldo Pacheco, Arthur Belchor e Frederico Rossi.

Desde 1981, o treinador era dependente de uma cadeira de rodas para se locomover após sofrer um acidente de carro. A morte de Miura foi confirmada em nota pela Liga Nacional de Basquete.

Diretor Técnico da LNB, Paulo Bassul também foi discípulo de Laurindo. “Ele tinha uma nobreza de espírito e de caráter cada vez mais rara. Quando eu tive minha primeira grande oportunidade para atuar como técnico em Piracicaba, ele regularmente me enviava envelopes repletos de exercícios que ele criava com uma competência ímpar”, afirmou Bassul.

“Esse era o Miura, sempre espalhando amor ao próximo e dedicação por onde passou. Vai deixar saudades eternas para muita gente que teve a vida impactada positivamente pela presença dele. Brasília e o basquete estão mais tristes e o céu mais feliz hoje”, completou.

Laurindo vinha sofrendo com diversos problemas de saúde. Em 2016, inclusive, ele ficou internado por 15 dias por causa de infecção urinária, o que fez com que a conta do hospital superasse os R$ 50 mil. Para ajudar no pagamento, os jogadores do Brasília na época chegaram a organizar uma vaquinha para ajudar o técnico.

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *