Em ação, MP pede que ex-secretário em Cuiabá devolva R$ 9,7 milhões

Em ação, MP pede que ex-secretário em Cuiabá devolva R$ 9,7 milhões
Compartilhe

O Ministério Público Estadual (MPE) ingressou com uma Ação Civil por improbidade administrativa contra o ex-secretário de Saúde de Cuiabá, Luis Antônio Possas, e uma empresa do ramo de medicamentos. Além do processo, a instituição também solicita a devolução de R$ 9,7 milhões ao erário público.

A ação é assinada pelo promotor de Justiça, Célio Joubert Fúrio. Segundo ele, o ex-secretário teria facilitado a licitação para a empresa num contrato orçado em R$ 19,2 milhões em um primeiro momento. “Todavia, restou apurado que no processo licitatório houve o direcionando com o intuito de favorecer a empresa requerida, em detrimento ao interesse público e ao erário”, alegou.

O certame tinha como objeto a eventual contratação de empresa em gestão operacional com mão de obra especializada em fluxo de medicamentos e correlatos e de operação de logística no almoxarifado central, montagem de kits cirúrgicos, comprovação eletrônica de gastos em salas de centro cirúrgico e sistema de controle e monitoramento hospitalar de média e alta complexidade 24 horas por dia em tempo real, para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Saúde.

Luiz Antônio Possas de Carvalho foi afastado do cargo no dia 1º de outubro de 2020 durante a Operação Overpriced, da Delegacia Especializada de Combate a Corrupção (Deccor) e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Ele também teve seus bens bloqueados em até R$ 715 mil. Porém, posteriormente, o bloqueio foi revertido após um pedido de reconsideração. Possas é investigado por supostos desvios em licitações voltadas ao enfrentamento da covid-19.

Política – Só Notícias
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *