Nissan também quer 100% de elétricos e em 2030, mas com ressalva

Nissan também quer 100% de elétricos e em 2030, mas com ressalva
Compartilhe

Nissan também quer 100% de elétricos e em 2030, mas com ressalva

A Nissan também quer ter um portfólio 100% elétrico nos próximos anos e inclusive com data antecipada em relação à da GM, que pretende ser totalmente livre de gasolina, diesel e etanol em 2035.

Até 2030, a Nissan planeja ter toda a gama eletrificada, mas há ressalvas. Aliás, muitas… Essa gama elétrica estará apenas concentrada nos principais mercados, como Japão, China, Estados Unidos e Europa.

Podemos incluir a Índia, caso o governo de Nova Déli proíba a venda de carros a gasolina, híbridos ou diesel a partir de 2030. Em países como o Reino Unido, de fato não haverá opções puristas, porém, caso os plug-in ainda sejam permitidos, alguns produtos serão oferecidos.

Outro ponto é que a Nissan planeja que apenas os carros novos sejam 100% elétricos, enquanto as gerações anteriores e modelos vigentes continuarão a dispor de mecânicas que usem combustíveis fósseis. Nem é preciso lembrar que o Brasil terá parte nisso também.

Como outros fabricantes japoneses, a Nissan não vai mergulhar totalmente nos carros elétricos tão cedo, mesmo com as novas metas divulgadas. Para termos uma ideia, a empresa pretende atingir o carbono neutro em 2050, meta global de muitas empresas, mas não da GM, por exemplo.

Nissan também quer 100% de elétricos e em 2030, mas com ressalva

Isso mostra a discrepância entre os planos das duas empresas. No Japão, além da corrente híbrida, que deve pressionar Tóquio a manter o status do motor a combustão por mais tempo, o hidrogênio ainda é tratado como combustível do futuro.

A própria Nissan trabalha em uma alternativa ao hidrogênio e é aí que o Brasil aparece novamente, com a tecnologia SOFC. Ainda não se sabe se essa tecnologia será o diferencial entre o país e os demais, mas é uma alternativa à eletrificação plena, eliminando também a necessidade de infraestrutura elétrica.

Contudo, só a japonesa anda nessa direção, desde 2016, quando os testes começaram. Vamos esperar mais alguns anos para ter uma ideia do progresso disso e também do posicionamento de outros fabricantes diante de governos que estão cada vez mais aceitando datar os carros a combustão.

[Fonte: Autoblog]

© Noticias Automotivas. A notícia Nissan também quer 100% de elétricos e em 2030, mas com ressalva é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.

Notícias Automotivas
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *