Casos de Covid-19 aumentam e MT tem duas cidades com classificação alta de contaminação pelo coronavírus | Mato Grosso

Casos de Covid-19 aumentam e MT tem duas cidades com classificação alta de contaminação pelo coronavírus | Mato Grosso
Compartilhe

Após três meses sem nenhum município apresentar alto risco para contaminação de Covid-19, Mato Grosso tem três cidades com classificação crítica. Na semana passada, Paranaíta passou a ser considerada com alto risco de contaminação e, nessa quinta-feira (21), Salto do Céu e Reserva do Cabaçal, no sudoeste do estado.

O sistema de classificação é indicado através da taxa de crescimento da contaminação e da ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais. Para ser considerado risco, o município deve apresentar taxa de ocupação de leitos maior que 80% e crescimento da propagação acima de 60%.

  • Idosa morre com coronavírus 18 dias após perder o marido pela doença em Cuiabá
  • Vacinação contra Covid em MT: veja perguntas e respostas

Em julho de 2020, quando a pandemia atingiu o pico de número de casos e mortes por Covid-19 por semana, a classificação de risco estava em sua pior fase. O estado chegou a registrar mais de 10 mil casos em apenas uma semana no mês de julho. No dia 23 de julho, nove cidades tinham risco muito alto de propagação do vírus e 30 tinham alto risco. Outra grande parte estava com risco moderado.

Em agosto, o número de casos e óbitos melhorou o quadro de classificações de risco. No dia 20 de agosto, 18 municípios tinham o risco moderado e 123 estavam com índice de baixo risco de contaminação. A média ficava entre 8 e 9 mil casos por semana.

Um mês depois, no dia 21 de setembro, pela primeira vez o estado teve todos os municípios na classificação de baixo risco e ficou assim por três meses. Na época, eram registrados, em média, entre 6 mil e 7 mil casos de Covid-19 por semana.

Na segunda semana de novembro o índice foi o menor apresentado desde o pico: 2710 casos em sete dias. Nessa época, a classificação de risco permanecia baixa em todos os municípios.

No dia 31 de dezembro de 2020, Mato Grosso passou a ter um município com risco moderado: Tesouro.

Onze dias depois, 13 municípios passaram a ter risco moderado também, quando o estado registrou 6,8 mil casos em uma semana. A taxa de crescimento de contaminação voltou a crescer.

Na última segunda-feira (18), o número de municípios com crescimento acima de 40% e ocupação de leitos de UTI maior que 60% passou para 18.

No último dia 14, após quase quatro meses sem nenhuma cidade apresentar risco ‘alto’ ou ‘muito alto’ para a propagação da Covid-19, Paranaíta registrou risco alto. Nessa quinta-feira (21) os municípios de Reserva do Cabaçal e Salto Céu também entraram para a alta classificação de risco.

Outros 21 municípios do estado apresentam classificação com risco moderado para o coronavírus:

  • Cuiabá;
  • Sorriso;
  • Várzea Grande;
  • Cáceres;
  • Barra do Garças;
  • Sinop, Rondonópolis;
  • Alta Floresta;
  • Nova Mutum;
  • Lucas do Rio Verde;
  • Juara;
  • Colíder;
  • Primavera do Leste;
  • São José dos Quatro Marcos,;
  • Mirassol D’Oeste;
  • Nova Canaã do Norte;
  • Nova Lacerda;
  • Apiacás;
  • Carlinda;
  • Rio Branco;
  • Castanheira;

Os outros 118 municípios estão na classificação “baixo”, indicado pela cor verde, e não apresentam altos riscos de contaminação.

O sistema de classificação que aponta o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos, é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades.

Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana, às segundas e quintas-feiras, e os resultados são divulgados nos Boletins Informativos da SES.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) notificou, até a tarde desta quinta-feira (21), 205.162 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.902 óbitos.

Foram notificadas 1.428 novas confirmações de casos de coronavírus e 25 mortes nas últimas 24 horas.

Dos 205.162 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.972 estão em isolamento domiciliar e 190.234 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 285 internações em UTIs públicas e 318 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 71,18% para UTIs adulto e em 37% para enfermaria adulto.

O Noroeste
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *