‘Não precisa correr ansioso para os postos de saúde’, diz secretário de MT sobre vacina contra Covid-19 | Mato Grosso

‘Não precisa correr ansioso para os postos de saúde’, diz secretário de MT sobre vacina contra Covid-19 | Mato Grosso
Compartilhe

O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, pediu calma aos moradores mato-grossenses. Na entrevista, no Bom Dia Mato Grosso desta terça-feira (19), o secretário explicou os próximos passos da vacinação da Covid-19 no estado.

  • Vacinação contra Covid em MT: veja perguntas e respostas

A vacinação contra a Covid-19 em Mato Grosso começou nesta segunda-feira (18), em uma cerimônia simbólica no Hospital Metropolitano de Várzea Grande. Dez profissionais da saúde foram vacinados.

O número de doses (126.160) é abaixo do esperado para a primeira fase da vacinação e, por causa disso, nem todas as pessoas que pertencem a grupos prioritários serão imunizadas nesse primeiro momento.

Como são duas injeções para imunizar cada pessoa, cerca de 60 mil pessoas serão vacinadas.

“É importante frisar a toda a população que Mato Grosso recebeu nessa primeira remessa apenas 3,58% da sua população. É um número muito pequeno de vacinas. É um universo pequeno de vacinação. Não precisa as pessoas correrem ansiosas para os postos de saúde, porque a maioria das vacinas que vieram são para atender os profissionais de saúde. Tem que ter um pouco de paciência”, declarou.

No próprio plano nacional de vacinação, os grupos elencados vão preencher 19% da população.

“Então, vai demorar um tempo longo para que o brasil tenha à disposição um quantitativo de vacinas para a maioria da população. O ideal é que 60% a 70% da população seja vacinada”, disse.

Segundo o secretário, o Ministério da Saúde ainda não informou, com precisão, quando os novos lotes chegarão. O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, acredita que as doses cheguem ainda neste mês.

“Já tivemos uma situação mais confortável com 30% da taxa de ocupação e agora estamos com 70%, como reflexo da falta de cumprimento das medidas de biossegurança. Tomou a vacina, mas não está imunizado automaticamente. Então as pessoas precisam continuar se cuidando, usando máscara”, finalizou.

O Noroeste
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *