Logística do governo federal falha, vacinação atrasa e 11 estados só começam campanha na terça

Logística do governo federal falha, vacinação atrasa e 11 estados só começam campanha na terça
Compartilhe

RECIFE, PE, RIO DE JANEIRO, RJ, SÃO PAULO, SP, SALVADOR, BA, BELO HORIZONTE, MG, CURITIBA, PR, PORTO ALEGRE, RS, E MANAUS, AM (FOLHAPRESS) – Após problemas na logística do governo federal no envio de vacinas aos estados, com alterações repentinas dos horários dos voos e atropelos na comunicação, pelo menos 19 estados que aguardavam a chegada de lotes da Coronavac na tarde desta segunda (18) ficaram sem receber as doses.

Onze deles, a exemplo da Bahia, Amazonas e Rio Grande do Norte, tiveram que alterar o cronograma e só vão iniciar a imunização nesta terça-feira (19).

O atropelo na operacionalização de entregas, conforme adiantado pelo Painel, provocou críticas de governadores e autoridades de saúde locais.

Na manhã desta segunda, no evento em São Paulo no qual o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou que os estados estavam liberados para vacinar a partir das 17h do mesmo dia, equipes de governadores tiveram a impressão de improviso.

O governo fluminense esperava receber as 487 mil unidades que lhe foram destinadas pelo Ministério da Saúde por volta das 13h, quando o governador Cláudio Castro daria uma entrevista à imprensa no aeroporto Santos Dumont, mas o evento foi cancelado porque elas não chegaram.

A vacina seria transportada por um avião da Azul do aeroporto de Guarulhos, a menos de uma hora de voo. Agora, só uma remessa deve chegar ainda na noite desta segunda e outra deve chegar durante a madrugada, como mostra uma planilha do governo federal. Segundo fontes do Palácio Guanabara, a União não deu explicações sobre o atraso.

O estado decidiu viabilizar um helicóptero para levar apenas um lote simbólico e manter a cerimônia de início da imunização que estava marcada para as 17h no Cristo Redentor. O prefeito Eduardo Paes (DEM) afirmou mais cedo à imprensa que já tinha um caminhão pronto esperando as 231 mil doses da capital.

“Temos até um caminhão pronto. Ele poderia ter ido ontem à noite para São Paulo e já estaria aqui com a vacina a essa altura. Temos uma estrutura que é muito boa”, afirmou.

Na Bahia, onde a previsão era de que as vacinas chegassem na manhã desta segunda, o governo do estado já havia preparado uma logística com sete aeronaves e 220 veículos para fazer a distribuição das doses para as cidades do interior do estado.

“É incompreensível, ninguém tem informação oficial sobre o que aconteceu. Foi dormir no domingo com uma planilha de horários de voos, acordei já era outra e agora à tarde recebi uma terceira”, afirma o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas.

A previsão, agora, é de que as vacinas cheguem às 22h na Bahia, o que obrigará o governo do estado a contratar voos noturnos para fazer a distribuição, gerando novos custos para o governo estadual. “A distribuição vai entrar pela madrugada”, diz o secretário.

Com a mudança, a primeira dose da vacina será aplicada em Salvador apenas na manhã desta terça-feira (19). O ato acontecerá na sede das Obras Sociais Irmã Dulce, na Cidade Baixa.

Em Minas Gerais, a chegada das vacinas estava prevista inicialmente para as 16h, mas passou para as 18h50. Com 21,2 milhões de habitantes na estimativa do IBGE, o estado receberá 577.480 doses da vacina nesta segunda-feira (18), para serem distribuídas para os 853 municípios. O governo calcula que 280 mil pessoas sejam vacinadas até o final de semana – elas devem receber as duas doses até fevereiro.

“Combinamos com os governadores de acelerar todo o cronograma. O cronograma inicial era a logística hoje. Amanhã [terça] a logística dos estados para o município, e na quarta-feira o início. Os governadores solicitaram que assim que chegassem aos estados eles tivessem a liberdade de iniciar a vacinação”, informou o ministro Pazuello.

Embora os chefes dos Executivos estaduais tivessem pressionado para adiantar o cronograma para antes do dia 20, muitos demonstraram concordância com o início da vacinação a partir das 14h de terça (19), o que evitaria atrasos.

A impressão que ficou entre equipes de alguns estados é de que Pazuello tirou da cartola o novo cronograma, mais apertado e sem preparação prévia. “Alguns estados podem iniciar um pouco depois, mas, aqueles que começam, começam às 17h”, disse o ministro.

No Rio Grande do Sul, o governador Eduardo Leite (PSDB) aguardava, inicialmente, as vacinas chegarem por via terrestre por volta das 16h. Porém, as doses acabaram embarcadas em um voo da Azul, que deve chegar à capital gaúcha só às 20h25. A solenidade da primeira vacinação deve ocorrer às 21h30 desta segunda-feira.
No estado vizinho, Santa Catarina, as vacinas chegaram em um avião da FAB, por volta das 11h. A vacinação está marcada para as 17h.

Quem também recebeu pontualmente foi Goiás. “Nossas vacinas foram as primeiras a serem embarcadas e daqui a pouco já chegam em solo goiano”, comemorou no Twitter o governador goiano, Ronaldo Caiado (DEM).

Em Alagoas, o horário do voo que vai levar 71 mil doses da CoronaVac ao estado sofreu duas alterações. Inicialmente, o governo federal comunicou que a carga chegaria às 16h45 desta segunda. Depois, a entrega seria antecipada para o meio-dia. Logo em seguida, o governo federal modificou novamente o comunicado. Agora, a nova previsão é para as 20h50. A vacinação no estado só deve começar às 8h de terça-feira (18).

No Rio Grande do Norte, ocorreu o mesmo problema. As vacinas estavam previstas para chegar em Natal no voo das 11h55 desta segunda. A nova previsão é 22h50. O governo havia preparado um ato simbólico que ocorreria às 17h. Devido ao atraso, teve que ser remarcado para as 10h de terça-feira.

Em Pernambuco, as vacinas só devem chegar às 19h40. Mesmo assim, o governo comunicou que pretende aplicar a primeira dose ainda nesta segunda.

No Pará, uma entrevista coletiva com o governador Helder Barbalho (MDB) que estava prevista para as 17h teve que ser adiada, segundo a assessoria de imprensa do governo. Inicialmente, as vacinas estavam previstas para chegar por volta das 15h. No entanto, o horário foi atrasado para as 23h20. Embora a nova data de vacinação não tenha sido definida, isso dificultou muito a aplicação nesta segunda.

O Mato Grosso do Sul recebeu, com atraso de três horas da previsão inicial, 158.760 doses da vacina por volta das 16h desta segunda-feira. Às 17h, o estado também tinha marcado um evento simbólico de imunização, no Hospital Regional de Palmas, referência no tratamento de pacientes da Covid-19.

Notícias ao Minuto Brasil – Brasil
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *