Cidade de São Paulo começa vacinar 15 mil idosos que moram em asilos

Cidade de São Paulo começa vacinar 15 mil idosos que moram em asilos
Compartilhe

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Instituto Butantan começa a distribuir nesta terça-feira (19) doses da vacina Coronavac para o interior paulista e idosos que moram em instituições de longa permanência estão entre as prioridades.

Somente na cidade de São Paulo é prevista para os próximos dias a vacinação de 15 mil idosos que moram em locais como asilos.

A Secretaria Estadual da Saúde, porém, não sabe dizer quando idosos em geral começam a ser vacinados no estado. No planejamento inicial, quando o início da vacinação estava previsto para 25 de janeiro, pessoas a partir de 75 anos seriam vacinadas a partir de 8 de fevereiro, mas agora a data não é mais confirmada.

Nesta segunda (18), a pasta da gestão João Doria (PSDB) disse que municípios começam a receber doses da vacina nesta terça e que deverão dar prioridade a profissionais de saúde e pessoas com mais de 60 anos e idosos “com deficiência vivendo em instituições de longa permanência e indígenas aldeados com apoio de equipes da atenção primária do SUS”.

“Até a próxima sexta teremos finalizado as entregas nos municípios e nos 25 centros de distribuição regionais para abastecer as 645 cidades do estado”, disse o secretário Jean Gorinchteyn.

A Secretaria Municipal da Saúde, gestão Bruno Covas (PSDB), disse que aguarda o repasse de 200 mil doses para iniciar a vacinação de profissionais de saúde da rede pública e privada que atendem pacientes com o novo coronavírus e do Samu.

“A partir do recebimento de novas remessas de vacina, serão incluídos, de forma escalonada, os demais profissionais de saúde”, afirma a prefeitura, em nota.

As doses dessa primeira remessa, afirma a secretaria municipal, serão encaminhadas diretamente aos serviços de saúde. “Considerando a quantidade a ser recebida, neste momento não será disponibilizada imunização ao público geral nas UBS ou em qualquer outro posto de vacinação.”

A expectativa na capital é receber mais 200 mil doses da Coronavac em até 15 dias para segunda dose de imunização.

A cidade de São Paulo já definiu 3.000 postos de vacinação, dos quais 1.000 são equipamentos da rede municipal e começarão a fazer a imunização à medida em que novas remessas forem entregues, segundo a secretaria. Terminais de ônibus e shoppings também serão usados no futuro.

Notícias ao Minuto Brasil – Brasil
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *