Farmacêutico que estragou doses de vacina é proibido de exercer profissão

Farmacêutico que estragou doses de vacina é proibido de exercer profissão
Compartilhe

O conselho administrativo de Wisconsin decidiu retirar a licença ao farmacêutico Steven Brabdenburg, depois de ser acusado de estragar mais de 500 doses da vacina contra a Covid-19, nos EUA.

O farmacêutico do Wisconsin, nos EUA, foi preso em dezembro por ter adulterado mais de 500 doses da vacina da Moderna contra a Covid-19 no Aurora Medical Center, em Grafton.

O homem, de 46 anos, afirmou, inicialmente, que se tratava de um acidente, mas depois acabou assumindo que retirou 57 frascos da vacina da Moderna da geladeira, provocando o desperdício de mais de 500 doses do fármaco.

Steven terá retirado as vacinas da geladeira, onde devem ser conservadas, com o claro objetivo de as estragar, isto porque não acredita no potencial de cura da vacina e acha mesmo que esta poderá ser prejudicial para a saúde.

O conselho de Administração anunciou que o homem está proibido de exercer a profissão. Steven trabalhava como farmacêutico desde 1997 e não possuía, até ao momento, nenhuma queixa ou caso de indisciplina.

Notícias ao Minuto Brasil – Mundo
Read More

Redação

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *